sábado, 7 de abril de 2018

FALANDO DE SONHOS


Será que ainda tenho tempo de realizar
Os sonhos que ficaram pelo caminho?
Esquecer meus ais e poder sussurrar
Não estou sozinha, tenho seu carinho.

Eles saciam a vontade de seguir
De aprender sem ter o medo de tentar
Buscar as lições da vida e refletir
E jamais pensar em parar de sonhar.

No palco da vida sou a protagonista
Que às vezes canta, chora, mas ri também
Menina que sonhava ser violonista
Seu mundo surreal voava bem mais além.

E assim, vou minha chama alimentando
Mesmo que muitas pedras firam meus pés
Na jornada elas irão se lapidando
E o amor fará suplantar cada revés.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 07/04/2018

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

TROVAS



Cai chuva no meu Nordeste
Amenizando o calor
Água é uma bênção celeste
Recebemos com amor.

No alpendre uma rede armada
esperando o trovador
versejar para sua amada
trovas feitas com amor.


Brincar de roda é delícia
comer, dormir nem se fala
tudo transforma em carícia
no fim o sono se instala.

Para que preocupação
Quando temos beija-flores
Que nos trazem emoção
Ao beijarem belas flores.

A vida ensina a jogar
Tudo com muita prudência
Vamos aprender amar
Com nossa própria vivência.

Um olhar tão penetrante
Que divisa mais além
Parece ser contrastante
Com a dor que a faz refém

Caminha no seu presente
Sem se prender ao passado
Sua alma ficará contente
Tendo um amor ao seu lado.

A noite com seus mistérios
O ser humano aconchega
Não precisa de critérios
Entre as estrelas navega.

Quão beleza de presente
Em uma flor ofertada
É a Natureza nascente
Deixando-me realizada.

A estrela no céu me ouviu
Quando lhe pedi um amor
Acenou pra mim, sorriu
Feliz, senti o seu calor.

O amor sendo verdadeiro
Não exige retribuição
Ele entrega por inteiro
O que há no coração.

O amor serve como ponte
Para duas pessoas se unirem
Ver além do horizonte
E um novo céu colorirem.

Neste misto de emoção
Canta sempre o trovador
Nas cordas do seu violão
Faz vibrar seu grande amor.
 
Fazer uso da razão
o equilíbrio ser mantido
pois o nosso coração
às vezes não é precavido.

Nas curvas que a vida dá
sigo feliz meu caminho
no arrebol brilhando está
o sol que traz seu carinho.
Neneca Barbosa



quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

BEIJO


O beijo quando é intenso
a gente jamais esquece
parece ser tão imenso
tal qual o fogo que aquece.
É mágico quando toco
meus lábios de encontro aos seus
somente na emoção foco
momentos assim tão meus
Vai aos pouco se moldando
esse beijo de paixão
o tempo contrariando,
mas sigo meu coração.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 24/01/2018

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

MEU VIVER





Meu viver é tal qual de um caminhante
Que segue o caminho como aprendiz
Sem bússola, mas de forma constante
Buscando aprender para ser feliz.

Pinto a vida com as cores da aquarela
Sinto o botão do amor a florescer
Ouço o repicar do sino na capela
 Fito os céus para a Deus agradecer.

Os momentos fluem com sensibilidade
Deixando-me mais apta ao outro ver
Ergo os olhos da individualidade,
Do carinho e da vontade de viver.

Protagonista da minha história
Vou aprendendo com a arte da poesia
Recriando-me pelas cenas da memória
Celebro a Vida com música e alegria.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 19/01/2018

O AMOR E A MENINA




Comparo ao sentir o amor
Ao mar em sua imensidão
Ao perfume de uma flor
E a beleza da canção.


Há uma pérola escondida
Na ostra que vive no mar
E pela onda foi trazida
Pra que pudesse brilhar.


Assim desejo embalá-lo
Com carícias de menina
E com alegria abraçá-lo
E rolar pela campina.


Sentimento imensurável
Precisa ser cultivado
Atemporal e incontável
Será o amor fecundado.


Neneca Barbosa
11/01/2018