sábado, 29 de março de 2008

HARMONIA


Música é harmonia
Que vibra em nosso ser
Havendo sintonia
Alegra nosso viver.

Renova nossa alma
Levando ao soerguimento
Nos trazendo a calma
E muito contentamento.

Música é sinfonia
Demonstrada na natureza
Tudo parece magia
Expressando sua beleza.

No homem desperto é elo
Com a melodia divina
Refletindo no ser singelo
A luz da estrela vespertina

João Pessoa, 29/03/08
Neneca Barbosa

REENCONTRO


Pensando em um reencontro
Ao longe tua silhueta divisei
Saí correndo ao teu encontro
Sentindo emoções te abracei.

Nossos corpos se juntaram
Do alto da montanha divisamos
Pássaros, suas asas ruflaram!
Em êxtase profundo flutuamos.

Acabei de vez meu sofrimento
Não me encontrava mais sozinho
Acendeu a chama do sentimento
Do amor que selou nosso caminho.

Senti todo meu ser renovado
De alegria, esperança e fulgor
Consegui o intento almejado
Feliz agradeci ao Criador.


João Pessoa, 29/03/08
Neneca Barbosa

sexta-feira, 28 de março de 2008

O VELHO IPÊ


Árvore frondosa
Robusta, resistente
No sertão é formosa
Por ser imponente.

Suas variedades de cores
Denotam sua singeleza
Cada uma com seus valores
Traduzem imensa grandeza.

Serve como abrigo
Da alegre passarada
Que saudades, velho amigo!
Daquela temporada.

Sob sua copa ficava
Tristonha com meus medos
Quantas vezes me escutava
Com carinho os meus segredos.

João Pessoa, 28/03/08
Neneca Barbosa

quinta-feira, 27 de março de 2008

ÁRVORE BENDITA


Árvore, parte da natureza
Silenciosa, fecunda é doação!
Seus galhos balançam com firmeza
Numa majestosa canção.

Ao viajante sedento
Entrega-se com amor
Da sombra ao fruto suculento
Num verdadeiro esplendor.

Dança ao som do vento
Que lhe acaricia com ardor
Com todo seu encantamento
Demonstrando o seu vigor.

Purifica o ambiente
Para a vida melhorar
Estando sempre presente
A quem a ela cultivar.

A árvore é nossa irmã
Filha também do amor
Recebe toda manhã
As bênçãos do Criador.

João pessoa, 27/03/08
Neneca Barbosa

domingo, 23 de março de 2008

RENASCIMENTO


Páscoa é o momento
Da Vida renovar
Sair do sofrimento
E a alma elevar.

O Mestre é esperança
Todos terão de lembrar
É preciso perseverança
Para a luz encontrar.

Seguindo com alegria
Os passos firmes, adiante!
Não sentiremos nostalgia
No caminho verdejante.

O amor despontará
Essa é a Lei Universal
Cada ser conseguirá
Crescer com força divinal.

João Pessoa, 23/03/08
Neneca Barbosa

PONTINHOS DE LUZ


No silêncio da noite fria
Sozinha o firmamento olhei
O céu atapetado de estrelas
Entre elas te encontrei.

Senti tua luz invadindo
De repente, todo o meu ser.
Uma paz, foi logo fluindo
Que nunca imaginei ter.

Desejei ser um pássaro
Um grande vôo desferir
Singrando o espaço infinito
E ao teu encontro ir.

Esses pontinhos de luz
Convite para o amor
Esperança que reluz
Com todo seu esplendor.

João Pessoa, 22/03/08
Neneca Barbosa

FLOR DE CÁCTOS



Nascida entre espinhos
Essa flor brilhante e bela
Encanta todos os olhos
Com sua forma singela.

Resiste à terra árida
Do sertão sofredor
Mudando sua paisagem
Alegrando o lavrador.

As variedades de cores
Demonstram vitalidade
Enfeita a caatinga de flores
Com muita suavidade.

A sua persistência
Ajuda ao homem entender
Que é preciso consciência
Para os espinhos vencer.

João Pessoa, 23/03/08.
Neneca Barbosa

domingo, 16 de março de 2008

MENSAGEM DE AMOR







Olhando o céu da noite
Meus pensamentos vagando
Vejo uma estrela piscando
Enviando-me mensagem de amor
Que emoção eu senti
Por tamanho esplendor!


Neneca Barbosa
João Pessoa, 16/03/08

quinta-feira, 13 de março de 2008

MELODIA DO AMOR



No silêncio escuto
A natureza cantar
Seu canto melodioso
Faz o meu ser vibrar.

No mergulho interior
Consigo me aquietar
Buscando minha essência
Vejo o amor desabrochar.

E o canto da natureza
Me embriaga de emoção
Sentimento de nobreza
Inunda meu coração.

Foi o amor que chegou
Me deixou feliz assim
Meu mundo se renovou
Chuva de flores em mim.


Neneca Barbosa e Jane Rossi
março de 2008

quinta-feira, 6 de março de 2008

MULHER


Mulher, sensibilidade
Que trás uma missão
Gerar um pequeno Ser
Com amor e emoção.

Enfrenta desafios
Na luta do dia-a-dia
Seguindo sempre adiante
Com muita maestria.

Caminhos tortuosos
Que levam ao coração
Consegue desbravá-los
Usando a intuição.

E nessa escalada
Ver brotar em seu jardim
Das sementes que plantou
Lindo e meigo querubim.

Através da sábia força
Consegue descobrir
O sol interior
Que começou a surgir.


João Pessoa, 06/03/08
Neneca Barbosa