sexta-feira, 10 de junho de 2016

SAUDADE E GRATIDÃO




Uma plácida noite vem nos aconchegar
Pintando na abóbada celeste uma bela tela
Formando uma silhueta no brilho de uma estrela
Deixando em nosso peito a saudade tremular.

Frei Marcelino, contigo aprendemos a lutar
Pelos nossos sonhos, ideais e nossas vitórias
Compondo com coragem as nossas histórias
Ensinaste com amor que era possível voar.

Encheste de esperança os trabalhadores da terra
Que plantaram as sementes para a fome matar
Lançaste no solo da vida a fraternidade exemplar
Usaste a linguagem da paz, em vez da guerra.

Lá no céu fazes parte de uma plêiade de estrelas
Servindo como guia aos que estão na caminhada
Teus ensinamentos germinaram pela estrada
Despertando consciências, enfrentando as procelas.

O povo catoleense expressa com gratidão
O grande legado que neste torrão foi deixado
Por este homem digno, consciente e muito honrado
Que abraçou com grandeza, carinho e amor este rincão.

Neneca Barbosa
Catolé do Rocha, 04/06/2016.

Compus esse singelo poema em homenagem ao Frei Marcelino, num misto de saudade e gratidão, pelo momento memorável da inauguração do seu Memorial, em Catolé do Rocha-PB, construído por Edenilda Cavalcante, esposa e companheira de seus ideais.