segunda-feira, 1 de agosto de 2011

ELOS DE AMOR



O amor é um dos sublimes sentimentos
Onde seus elos servem de alimento
Para que haja o reencontro de duas almas
Que felizes bailam nas manhãs calmas.

Descobrem-se pela lei da atração
Aflora a saudade no coração
No ar sentem o perfume do jasmim
Plantado com desvelo no jardim.

Assim como os metais há uma fusão
Das emoções em grande profusão
Onde se dá verdadeira alquimia
Deixando suas vidas em harmonia.

São elos de amor da chama divina
Qual a luz do sol que se descortina
Com seus raios luminosos no horizonte
Que refletem na água pura da fonte.


Neneca Barbosa
João Pessoa, 01/08/2011

2 comentários:

Rubens disse...

COMO DISSE JESUS O AMOR É TUDO
LINDA MENSAGEM UM BEIJO

Cícero Moteran Ramos disse...

Neneca:Barbosa

Meus respeitos e admiração>

Conheci você através de seu blog. A poesia “Elos de Amor” diz quem você é. Eu não sou ninguém, ou seja um sênior escritor júnior. Tenho alguns livros publicados, dentre eles Amor Profano o Romance, e estou terminando o “Elos de Ouro: O Romance” que retrata a vida no sertão paraibano e em João Pessoa, nos idos de 1970. Por que este mineiro está tentando escrever sobre o povo da Paraíba? Porque tenho uma dívida de gratidão com meus irmãozinhos do nordeste. Peço, rogo e lhe imploro para que venha a prefaciar este livro. Se você se dispuser, favor fazer contato pelo e-mail

Parabéns;
cícero moteran ramos