sábado, 25 de fevereiro de 2012

O LUAR (RONDEL)




Quanta beleza existe no luar
Quando no céu vejo nascer
Sua luz brilha por sobre o mar
O seu encanto me dá prazer.

Abro meus braços a correr
Solto minha voz a cantar
Quanta beleza existe no luar
Quando no céu vejo nascer.

Meu coração hei de entregar
E deixar o amor florescer
Somente no bem vou vibrar
Quero as mazelas esquecer
Quanta beleza existe no luar.

Neneca Barbosa
25/02/2012

2 comentários:

Oswaldo Antônio Begiato disse...

Boa Tarde Caríssima Amiga,

Que delícia receber sua visita e seus comentários sempre tão gentis.
Também não esqueço de você pois vc também mora no meu coração. Obrigado, sempre, sempre.
E que bom vir aqui e ver a perfeição de suas poesias. Como sempre nasce de ti, poeta abençoada, poesias lindíssimas.
Parabéns.

Roseleide Santana disse...

Olá Neneca, estou de blog novo, se puder , siga-me! Obrigada! Passei tomei um banho de poesia... lindo Rondel! Abçs!