quinta-feira, 15 de maio de 2008

REFLEXOS DO LUAR


Sentada na beira do mar
Com pensamentos a vagar
Fui começando a deslumbrar
Um belo quadro a realçar.

Vi surgindo no horizonte
A lua bela em seu desponte
Com o brilho da cor de prata
Convidando pra serenata.

Com ela veio o sopro do vento
Mansinho com seu ar opulento
Balançando os lindos coqueiros
No céu observava os luzeiros.

A lua é encantamento, é beleza!
Serve de guia com singeleza
Inspira o poeta em sua magia
Fluindo as emoções na alegria.


João Pessoa, 15/05/08
Neneca Barbosa

2 comentários:

Paola Vannucci disse...

Neneca

sua poesia é bárbara como um passaro a voar

li o que pude daqui e dos demais links oferecidos no orkuit

super beijo

Paola

Oswaldo Antônio disse...

Boa Noite Neneca,

Agora sou eu, que abelhudo, venho te visitar. Na verdade estou retribuindo a sua doce visita ao meu blog, e encontro, pra deleite meu, esse lindo poema seu.

Obrigado, pela tua amizade.

bjos.w