domingo, 21 de abril de 2013

DESBRAVANDO



No silêncio da noite fico a pensar
Nas lições trazidas nas asas do vento
Mas não é apenas só conhecimento
Que o meu coração deseja encontrar.

Pego minha barca e sigo navegando
Será que vou temer o desconhecido?
Meu sonho não pode ser interrompido
Pois sinto uma força criadora vibrando.

Velejo nas águas do grande saber
As estrelas são setas no meu caminho
Que vão guiando-me com muito carinho
Na imensidão do oceano quero viver.

Sou pescador das experiências da vida
Tecidas na alma de forma inexplicável
A sabedoria será algo inesgotável
Nas trajetórias que ainda serão vividas.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 21/04/2013







Um comentário:

Poetisa da Paz disse...

Olá Neneca!Sempre um prazer ler um poema tão bem elaborado e rico em beleza!
Obrigada por passar em meu cantinho!
Saudades amigona! Bjs!