quarta-feira, 22 de julho de 2009

MINHAS PEGADAS


Absorta em meus pensamentos
Pela areia da praia caminhava
Percebi naqueles momentos
As pegadas que ali eu deixava.

Os sentimentos e emoções
Avolumaram-se no peito
Fui despojando as ilusões
Que mergulhavam no meu leito.

Em silêncio testemunhei
As belezas da Natureza
Regidas por divina lei
Da mais sublime singeleza.

Observei no vôo da gaivota
Usado com sabedoria
Ela o conhecimento adota
Para manter a harmonia.

Nas escolhas da minha vida
O equilíbrio é fundamental
No despertar que consolida
Com ascensão espiritual

Neneca Barbosa
João Pessoa, 22/07/09

2 comentários:

Maria Lúcia disse...

Linda Nenea, parabens! Adorei, você fala com uma simplicidade e com muito sentimento.Um beijo

Rubens POETA disse...

Amiga adorei essa poesia parabéns
você é demais