sábado, 30 de abril de 2011

O SERTANEJO



O sertanejo vai desbravando
Com muita coragem o sertão
Pelas suas trilhas segue cantando
Montado faceiro em seu alazão.

A caatinga é também sua morada
Conhece bem aquele torrão
Onde seguro campeia a boiada
Protegido pelo seu gibão.

De uma popular sabedoria
No Criador deposita confiança
Os raios do sol fazem companhia
No coração cultiva a esperança.

É forte como o mandacaru
Que resiste a seca com bravura
É destemido como um bambu
Carrega n' alma grande ternura.

Encontra desafios no caminho
Que supera por ser lutador
À noite volta pra seu ranchinho
Construído com carinho e amor.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 30/04/2011

5 comentários:

Oswaldo Antônio Begiato disse...

Amiga e Caríssima Poeta,

Obrigado pela sua visita. Sempre ela me atrai aqui nesse seu blog tão bem feito. O Sertanejo é de uma beleza ímpar. E como é bem feita, bem rimada, bem organizada. Coisa de gente que sabe escrever. De poeta maior, como só tu é.
Parabéns amiga.

bjos.w

Rubens disse...

Que lindo amiga VOCE NOS MOSTROU O RETRATO DO SERTAJO EM POESIA,GOSTEI

BLOG DO POETA AMAROPEREIRA disse...

Lindo poema e maravilhoso Blog!
Parabéns querida amiga poetisa.Um beijo no coração.

Magna Vanuza disse...

Lindo poema...
você foi muito fiel nas palavras.
Cheiro amiga!

M@ria disse...

Vejo escorrer entre meus dedos
as areias do tempo
as águas do mar
e até a luz das estrelas
o sonho....o sonho passa inexorável
pelas frestas da eternidade...
e nada nos pertence de fato
a não ser as nossas ilusões...

£una

Feliz Semana e beijos meus! M@ria