quinta-feira, 26 de maio de 2011

O FLORESCER DE UMA FLOR


Olhando o florescer de uma flor
Quer seja no campo ou no jardim
Não necessita ser um jasmim
Pra o seu sensível observador.

Seu pólen voa nas asas do vento
Nos frágeis bicos dos passarinhos
Que vão semeando pelos caminhos
Dando a paisagem novo ornamento.

Com a sua sublime exuberância
Vê o sutil balé das borboletas
Exibindo suas belas silhuetas
Envolvidas pela sua fragrância

Ah! Se todos sentissem o amor
O mundo seria bem diferente
A alma se tornava mais consciente
E entenderia a beleza da flor.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 26/05/2011

3 comentários:

Oswaldo Antônio Begiato disse...

Caríssima Neneca, poeta infalível,

Como é bom receber sua visita e vir aqui e me deparar com mais essa beleza, transbordando de natureza, singeleza e lições.
Obrigado amiga. Parabéns, sempre, parabéns.
abraços.w

Rubens disse...

Parabéns amiga pela sua sensibilidadede sentir a
natureza,e nos presentear
com essa belissíma poesia
um beijo em seu coração

M@ria disse...

Há sempre um inverno por escrever
Uma página por virar
Um amor por esquecer
Um olhar pra se encontrar...

Márcia C Lio M

Feliz semana e meu beijo à todos! M@ria