sábado, 30 de maio de 2009

O DESPERTAR DA POESIA


Abri uma fresta no meu coração
Deixei fluir o dom da inspiração
Explodindo emoções e sentimentos
Bem guardados para aqueles momentos.

Desabrochando na maturidade
Com grande desejo de liberdade
Voei nas asas da imaginação
Liberando o espírito da prisão.

A alegria tomou conta do meu ser
Outros filhos queridos, vi nascer
Brotados como as rosas no jardim
Com o perfume suave do jasmim.

Componho versos de amor e carinho
Esperança de uma luz no caminho
Espelhando-me na Mãe Natureza
Que doa seus encantos e sua riqueza.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 30/05/09

Um comentário:

Rubens POETA disse...

Estava mesmo muito inspirada gostei
parabéns