sábado, 23 de maio de 2009

VÔO DA POESIA


A poesia voa por sobre os ares
Assim como um cavalo alado
Viaja também além dos mares
Levando sempre seu legado.

Corre pelas belas campinas
Vales, montes e serranias
Como o balé das serpentinas
Dando ao Ser muitas alegrias.

Linguagem com toda magia
Penetra em cada coração
Plantando paz e harmonia
O poeta a entrega em sua mão.

Arte de expressar sentimentos
Usando muita liberdade
Na razão, nos pensamentos
Na beleza e sonoridade

É para os amantes a essência
Da bela rosa do jardim
É da alma do poeta a ciência
Da fragrância do alecrim.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 23/05/09

Um comentário:

Rubens POETA disse...

Parabéns minha amiga pela sua sensibilidade para compor essas
maravilhas que estão por ai um beijo