domingo, 20 de fevereiro de 2011

TAPETE VERDINHO ( RONDEL)


A chuva chega ao meu sertão
Formando um tapete verdinho
Embelezando meu cantinho
Dando-me uma grande lição.

Que Deus cuida de cada ninho
Existente em sua Criação
A chuva chega ao meu sertão
Formando um tapete verdinho.

No peito explodiu a emoção
Chegando como um torvelinho
Sentindo enorme sensação
Como inebriada pelo vinho
A chuva chega ao meu sertão.


Neneca Barbosa
20/02/2011

4 comentários:

Oswaldo Antônio Begiato disse...

Caríssima Neneca,

Quando vens a meu blog, enche lá com essa ternura que só tu tens, e que só aqui no seu blog podemos encontrar com tanta intensidade.
Que bem feito teu Rondel. Tudo em sua mão vira carinho. Parabéns, amiga dileta.
bjos.w

Claudia disse...

Bom Neneca amiga, cada vez que vejo seu elogio no meu blog me sinto ainda mais encorajada a continuar.
Mais vim aqui parabénizar vc pelos seus lindos textos que nos cativa e nos faz sempre sentir em cada palavra uma forte emoção.
Parabéns!!!!

Líricas Imagens disse...

O maior presente que podemos
oferecer a alguém, é aquele que
não se vende e nem se compra....
O amor, o carinho e o sentimento
de uma bela amizade".

Aqui deixo meu carinho...Bom FDS! M@ria

Rubens disse...

oi...amiga espero que com essa chuva de bençãos recebida pelo pai
continue regando nossos corações
um beijo