quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

HAI KAIS



A lua no céu nasce
Com sua cor prateada brilha
Por cima das ondas.


Tão furioso o mar
Com suas ondas espumantes
A areia fina beija.


Flor de lótus é
De uma beleza esplêndida
Enfeitando a natureza


A abelha trabalha
Tirando o néctar da flor
Feliz doa mel.


A chuva cai forte
Vai molhando a terra seca
Com suas rachaduras


O sol escaldante
Nasce todas as manhãs
Com intensidade.


Fitando o céu claro
Vejo uma bela gaivota
Num vôo admirável.


Estrelas no céu
São cintilantes pontinhos
Que enfeitam a noite.


Lua bela no céu
Fascinante com seu olhar
Desperta meus sonhos.


A estrela no céu
Despertou num grão de areia
Um sonho de amor.
Neneca Barbosa
João Pessoa, 12/12/07

Um comentário:

Compadre Lemos. disse...

Cara Comadre Neneca,

Ler seus poemas e seus Hai-Kais é um presente do céu!

Um "céu" que já abriga as sensibilidades de Cora Coralina, Clarice Lispector, Drummond, entre outros, que se dedicaram inteiramente à difusão do Belo e do Simples, numa mistura homogênea e cativante.

Deus te abençoe por dar prosseguimento a essa missão tão nobre.

Sejam suas palavras, sempre, flores no pântano, boiando solenes, impassíveis e silenciosas, como a própria Beleza!

Emocionado,
Compadre Lemos.