domingo, 20 de janeiro de 2008

NATUREZA


Olhando o céu ao anoitecer
Sinto a bondade do Pai Maior
A paz invadindo meu ser
Em um verdadeiro esplendor.

A Natureza toda canta
Distribuindo lições de amor
No seu seio divino acalanta
Todos com infinito ardor.

Os pássaros livres cantam
Saltitando de galho em galho
As belas sinfonias alegram
O velho frondoso carvalho.

A árvore brota silenciosa
Doando-se desde a raiz ao fruto
Ao viajor serve generosa
Sua sombra para seu desfruto.

Amemos a Natureza
Fonte de vida e calor
Mantendo sempre a beleza
Evitaremos muita dor!


João Pessoa, 20/01/08
Neneca Barbosa

Um comentário:

Mell disse...

Lindooooooooooooooooooooooo!!!
Ouví até os passarinhos cantarem!
Amei Neneca danada!