domingo, 26 de abril de 2009

UMA LINDA COTOVIA



Numa clara manhã radiante
Ouço o canto da cotovia
Que alegra com sua sinfonia
De uma forma muito pujante

Seu cantar parece uma prece
De júbilo e de gratidão
Envolvendo-me de emoção
Sua energia me reabastece

Livre e feliz voa pelos ares
Num forte impulso juvenil
Com o seu corpinho sutil
Sobrevoa por sobre os mares

Tentaram aprisioná-la
Mas a bela cotovia voou
A suave saudade deixou
Não tinha mais como abraçá-la

Em outras plagas foi cantar
Levando seu conhecimento
E também seu doce acalento
A tantos que iria encontrar

Neneca Barbosa
João Pessoa, 26/04/09

Um comentário:

Rubens POETA disse...

As ave representam o simbolo da
liberdabe,liberdade de amar e viver
mutuamente bela poesia um beijo