sábado, 22 de agosto de 2009

OUTONO


A árvore com seu porte magistral
Trazendo consigo bela ramagem
Esvoaçando a beleza da folhagem.
Quando chega a estação outonal.

Despedem-se as folhas amareladas
Formando-se no chão belo tapete
Do vento se tornam simples joguete
Aguardando as primeiras enxurradas.

É outono! Transforma toda paisagem
Na natureza há renovação
Exemplo também para o coração
Que precisa urgente de reciclagem.

A variedade dos ciclos da Vida
Faz do homem um ser muito especial
Por ser da pura essência divinal
Lutando a cada nova investida.

Neneca Barbosa
João Pessoa,22/08/09

Um comentário:

Rubens POETA disse...

Parabéns amiga linda poesia faz nos pensar na renovação do outono da nossa vida a que nos é muito abençõada