segunda-feira, 3 de agosto de 2009

SER COMO ÁGUIA


Sonho com a liberdade
Em romper com os grilhões
Do mundo das ilusões
Viver com intensidade.

Traçar novo horizonte
Enfrentar a tempestade
Na manhã a claridade
Saciar a sede na fonte.

Correr atrás dos meus sonhos
Alçar vôos até as alturas
Ter a vida de venturas
No coração ares risonhos.

Enfrentar os desafios
Até aos picos das montanhas
Ser águia nas suas façanhas
Com os seus gestos bravios.

Voar dentro da evolução
Nos caminhos da esperança
Das escolhas e mudanças
Singrando pra a perfeição.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 03/08/09

Um comentário:

Rubens POETA disse...

parabéns amiga muita linda a construção a montagem e as rimas
bela inspiração um beijo